Sesi Hortolândia abre inscrição para alunos do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011


Junto com a população, a Prefeitura de guia cidade Hortolândia comemora mais uma conquista: o Sesi (Serviço Social da Indústria) inicia suas atividades e está com inscrições abertas para o Ensino Fundamental, do 1º ao 9º ano. Os estudantes serão atendidos em período parcial até que o prédio do centro educacional, em fase final de construção, fique pronto. Filhos de funcionários do setor industrial têm prioridade nas vagas. Em Hortolândia, existem cerca de 420 indústrias.

Os interessados devem procurar o Centro de Formação Paulo Freire, localizado na Rua Euclides Pires de Assis, nº 205, bairro Remanso Campineiro, entre os dias 5/12 e 8/12, das 8h às 17h. O Sesi funcionará num prédio provisório cedido pela Prefeitura, até junho do ano que vem, quando a obra do centro educacional será concluída. O prédio definitivo está em construção na Vila São Francisco, região central.

Os documentos necessários para a inscrição são: certidão de nascimento ou cédula de identidade do candidato, carteira profissional do responsável legal atualizada, tutela ou guarda definitiva ou provisória (se for o caso) e declaração de escolaridade.

Segundo a secretária de Educação, Sandra Fagundes, a Prefeitura ofereceu o prédio provisório ao Sesi para garantir o início de operação da escola no ano letivo de 2012. “As obras do Sesi estão previstas para terminar em junho do ano que vem. Seria um desperdício a escola ficar fechada por seis meses e iniciar as atividades só em 2013, então propomos essa parceria que, felizmente, foi aceita”, explicou Sandra.

Serão disponibilizadas 32 vagas por turma. Desse número, 85% são destinadas aos inscritos na categoria beneficiário (para o trabalhador que tem carteira de trabalho assinada por empresa que recolhe contribuição compulsória ao Sesi); 10% são para os funcionários do Sesi e 5% para trabalhadores do Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). Filhos de não beneficiários somente poderão fazer inscrição havendo vagas e após serem atendidos todos os cadastrados nas demais categorias.

Caso o número de inscritos seja maior que o número de vagas oferecidas para o 1º ano, será realizado um sorteio público eletrônico. Do 2º ao 9º ano, será realizado um processo seletivo, dia 12 de dezembro, em local que será divulgado posteriormente.

Graças ao empenho da Prefeitura, o Sesi garantirá educação de qualidade do 1º ao 9º ano do Ensino Fundamental e também para o Ensino Médio. Inicialmente, a proposta do centro educacional era de trabalhar com alunos do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental.

O atendimento foi ampliado para outras séries, após pedido da Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, com base nos indicadores de crescimento econômico e social da cidade que apontam aumento de mais de 80% no parque industrial.  Hortolândia também é a cidade média que mais cresce economicamente no Brasil e está entre os 300 municípios mais dinâmicos do planeta.

A Prefeitura atende toda a demanda do 1º ao 5º ano do Ensino Fundamental. Nossa preocupação maior é do 6º ao 9º ano e, também, em relação ao Ensino Médio, por isso, pedimos uma abrangência maior de séries e conquistamos junto ao Sesi. Tudo que pudermos fazer para melhorar essas modalidades, vamos fazer”, disse a secretária.

EMPENHO, DESDE 2005

Para garantir a instalação do Sesi em Hortolândia, a Prefeitura doou à Fiesp (Federação das Indústrias do Estado de São Paulo) a área onde o centro educacional está em construção, na Rua Wanderlei Costa Camargo, Vila São Francisco, próximo ao novo Paço Municipal, o Palácio das Águas.

Desde 2005, o prefeito Angelo Perugini se empenha para viabilizar a construção do Sesi. Além de doar o terreno de 30.000 m² para instalar o serviço, a Administração realizou obras de infraestrutura nas vias de acesso ao centro de educação e lazer com abertura de ruas, pavimentação, iluminação pública, entre outros.

“Nossa população aguarda muito a instalação do Sesi. Essa parceria com a Fiesp vai ao encontro da nossa política pública de valorização da educação e qualificação profissional dos nossos moradores para ampliar o acesso ao mercado de trabalho. Estamos à disposição da Fiesp para colaborar ainda mais com a instalação do Sesi”, disse o prefeito.

Ensino em tempo integral

Para construir o Sesi-Hortolândia, a Fiesp investe pelo menos R$ 12 milhões. De acordo com a Assessoria de Imprensa do Sesi, o centro educacional oferecerá ensino em tempo integral para alunos.  A escola tem capacidade para atender até 1.200 estudantes.

Além do centro educacional, o Sesi-Hortolândia terá áreas de esporte e cultura. O moderno projeto arquitetônico da unidade escolar contempla salas de aulas com lousas digitais, laboratórios de informática, línguas e ciência, sala multidisciplinar, área de convivência e biblioteca com acesso à internet.

A instalação do Sesi reforça as ações da Prefeitura que investe no ensino em tempo integral. Já está em funcionamento a EMEB (Escola Municipal de Educação Básica) em tempo integral, no Jardim Interlagos. Outra ação é a criação dos centros de convivência educacional que oferecem atividades de educação continuada. “Trabalhamos para ampliar ainda mais o ensino em tempo integral muito importante para a formação completa dos nossos alunos”, disse Sandra.

Fundado em 1946, o Sesi é mantido e administrado pela indústria. A entidade privada desenvolve atividades nas áreas de educação, saúde, lazer, esporte, cultura e alimentação com o objetivo de promover o bem estar social com foco na melhora da qualidade de vida do trabalhador da indústria, familiares e comunidade em geral.

Escola técnica federal, outra conquista do município

Outra conquista da Prefeitura no setor de qualificação profissional é a instalação do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFSP) que começou a funcionar neste ano com o curso técnico em informática.

O Instituto também finaliza as obras do campus definitivo, na Vila São Pedro, e funciona provisoriamente no Centro de Formação Paulo Freire, em salas cedidas pela Prefeitura. Oitenta alunos freqüentam o curso nos períodos da tarde e da noite.

A previsão é de que as obras do campus sejam concluídas até março do ano que vem. O IFSP também está em construção numa área doada pela Prefeitura ao MEC (Ministério da Educação).

O Instituto oferecerá, em breve, os cursos técnicos em mecânica, eletroeletrônica e eletrotécnica. Também terá cursos em nível superior. O campus do IFSP, em Hortolândia, está projetado para atender 1.200 alunos.

Fonte: Prefeitura de Hortolândia

Deixe um Comentário